Giro de Estoque: entenda o que é e como calcular

Data de publicação: 08/11/2018

O giro de estoque é uma parte muito importante para garantir a saúde financeira de um negócio. Como já falamos por aqui no blog, empresas que trabalham com venda de produtos precisam estar sempre atentas ao estoque para evitar grandes problemas no futuro. No entanto, muitos empreendedores encontram dificuldades em calcular o giro de estoque.

Afinal, o que é giro de estoque? Ele é o indicador dos recursos de uma empresa e esse controle deve estar alinhado com os demais processos de planejamento estratégico.

Ao calcular o giro de estoque, o empreendedor tem a noção dos recursos disponíveis no próprio negócio e pode identificar quais são as ameaças e os principais problemas que impedem o estoque de colaborar para a lucratividade do negócio.

Para calcular o giro de estoque é necessário seguir três passos:

1-      Definir o período de cálculo;

2-      Encontrar o número total de produtos que foram vendidos nesse período;

3-      Deve ser estabelecido um volume médio de estoque neste período.

Calculando o giro de estoque

Ter um controle eficiente de estoque é um fator crucial para que uma empresa se mantenha competitiva no mercado e cumpra as suas atividades sem preocupações. Mas há outros dois tópicos que devem ser levados em conta quando falamos desse assunto:

1-      Quanto menor o estoque, menor será também a necessidade de capital imobilizado, ou seja, o capital retido apenas gerando receita;

2-      Não deve faltar produtos para a venda.

A falta de planejamento pode gerar problemas sérios, como por exemplo, mercadorias paradas no estoque e sem procura do consumidor, ou demanda por produtos e escassez no estoque. Nesses dois contextos, o empreendedor enfrenta prejuízo. No primeiro caso, o dinheiro investido não retorna em vendas e, no segundo, o cliente se sente frustrado com a falta do produto no estoque e tem que desistir de comprar.

Para ter um controle de estoque equilibrado, é preciso que o negócio colha todas as informações, como histórico de vendas de mercadorias e períodos do ano em que se pode alcançar estoques mínimos necessários para que atendem às demandas. Vale ressaltar que deve-se prestar atenção também aos prazos de entrega dos fornecedores, pois quanto menores os prazos, menor serão os estoques de produtos. 

Exemplo de cálculo de giro de estoque: Se o estoque médio de uma papelaria é de 400 pacotes de folha de sulfite e a empresa vende 3.600 pacotes por ano. O giro de estoque é calculado da seguinte forma: 3.600 dividido por 400, o que resulta em 9 giros no período. Isso mostra que a renovação de produtos ocorre 9 vezes ao longo do ano.

O giro de estoque ideal é quando a empresa consegue calcular o giro de estoque médio e ter um controle de entrada e saída de mercadorias.

Soluções que vão ajudar a calcular o giro de estoque

Para empreendedores que encontram dificuldades no controle de estoque, há algumas ferramentas, como é o caso da oferecida aqui na Appelsoft (confira), que facilita a gestão do negócio, inclusive do estoque. Conheça o software AppelPDV Lite clicando aqui e confira como ter um estoque controlado de forma rápida e prática. Ou se preferir, fale diretamente com um de nossos representantes

 

Confira outras notícias

Software de Gestão, Controle de Frotas
Automação Comercial
© 2017 Appelsoft.
Política de Privacidade Termos de Uso Fale Conosco Página Inicial Ir ao Topo
Site produzido pela Netface